Aula de Guitarra para iniciantes DO ZERO – Posicionamento das mãos e exercícios essenciais

By Alex Martinho | Aulas de Guitarra

maio 04

Hoje eu trago para vocês a primeira aula que dou para qualquer aluno que esteja iniciando, sem experiência alguma com a guitarra.

Dou aulas há mais de 25 anos (iniciei assim que voltei do Musicians Institute/EUA onde me formei em 1992), e com o tempo fui obviamente me aprimorando ao perceber as necessidades que os alunos têm e as suas principais dúvidas.

Como segurar a palheta e qual a melhor técnica de palhetada?

A primeiríssima coisa é explicar o correto posicionamento das mãos. Para isso, te convido a assistir ao vídeo acima onde demonstro em detalhes como segurar a palheta e posicionar os braços e dedos para otimizar a sua técnica com o instrumento.

Vou resumir, abaixo, os pontos fundamentais a serem observados quanto à mão que segura a palheta:
  1. Não existe um único jeito correto de se segurar a palheta – eu estou trazendo no vídeo acima a maneira que funciona melhor para mim e para muitos alunos que já tive, e que é usada por muita gente profissional da pesada em todo o mundo. Se você usa alguma outra maneira e funciona bem para você, tudo certo, siga em frente sem problemas.
  2. Te aconselho de toda a forma a experimentar o meu jeito, pois testar não custa nada! Na pior das hipóteses você retorna ao seu jeito de sempre e tudo certo. Lembre-se porém que nada é imediato no estudo da guitarra (nem de qualquer outro instrumento), você vai precisar de semanas e semanas exercitando para poder fazer qualquer técnica nova realmente “entrar no lugar”.
  3. O processo para desenvolver qualquer técnica é sempre em um primeiro momento repeti-la mecanicamente, e com o passar do tempo aquilo vai ficando natural para você. Hoje em dia eu não penso mais em como é que devo segurar a palheta, simplesmente eu pego a palheta e saio tocando e ela já está no lugar.
  4. Há três maneiras mais comuns de se palhetar: usando o movimento do pulso, usando o movimento dos dedos ou usando o movimento do braço inteiro. Eu uso e recomendo a primeira opção, conforme demonstrado no vídeo.
  5. Utilize preferencialmente a palhetada alternada, ou seja tocando nas cordas com palhetadas “de cima para baixo” alternadamente com palhetadas “de baixo para cima”.
  6. Para praticar a palhetada treine sempre com o metrônomo, conforme demonstro no video.
  7. Não se afaste muito da corda a cada palhetada dada – faça movimentos curtos e com isso irá otimizar sua técnica!

Como posicionar a mão esquerda?

Assim como eu falei sobre a mão que segura a palheta, também para a mão que toca as notas no braço não há uma “única maneira possível” de posicionamento. Eu demonstro no vídeo o posicionamento que funciona melhor para mim e outros inúmeros guitarristas.

O primeiríssimo exercício

O primeiro exercício de todos seria palhetando nas cordas soltas, utilizando somente a mão da palhetada, conforme eu demonstro no vídeo. Há algumas variações e combinações, observe e pratique com atenção.

Os exercícios semi-cromáticos

Os próximos exercícios são os famosos “semi cromáticos”, onde você já vai juntar a outra mão e sincronizar o movimento de cada palhetada com cada nota tocada.

No video eu demonstro em detalhes como o exercício deve ser feito. Abaixo há a tablatura do versão mais básica do exercício, com os dedos na ordem “1-2-3-4”:

Exercicio semi cromatico de guitarra

Trago abaixo todas as outras combinações usando os quatro dedos:

1243 | 1324 | 1342 | 1423 | 1432 | 2134 | 2143 | 2314 | 2341 | 2413 | 2431
3124 | 3142 | 3214 | 3241 | 3412 | 3421 | 4123 | 4132 | 4213 | 4231 | 4312 | 4321

Conforme demonstrado no vídeo, você pode e deve também fazer as combinações recomendadas com três dedos apenas por vez:

123 | 124 | 134 | 321 | 421 | 431

Observações gerais:

– Use palhetada alternada, sempre. Nas combinações de quatro dedos, comece sempre cada corda palhetando para baixo, mantendo a ordem “baixo-cima-baixo-cima”. Já nas combinações de três dedos, comece na primeira corda para baixo, na ordem “baixo-cima-baixo”, e na próxima corda começar para cima, na ordem “cima-baixo-cima”, e assim por
diante, sempre alternadamente.

– Use o metrônomo, sempre. Comece em uma velocidade bem confortável, mesmo que seja bastante lento (ex.: 40bpm) e vá diariamente subindo um pouquinho, até chegar em sua velocidade limite (onde você consiga tocar cada nota de maneira limpa e precisa). Chegando nesse limite, passe a tentar subir a velocidade a cada semana, e não mais diariamente. Um pontinho de cada vez está de bom tamanho. Anote sua evolução em uma agenda, para perfeito acompanhamento.

Conclusão

Então foi isso nessa “aula zero”, espero que você curta e tire enorme proveito!

Qualquer dúvida pode me enviar que sempre respondo à todas.

Bons estudos e até a próxima!

Se você curtiu o conteúdo dessa aula não deixe de conhecer meu curso online completo GUITARRA SOLO MELÓDICA, clicando AQUI. Venha ser meu aluno hoje mesmo!

Sobre o autor

Alex se formou com “honors” (méritos) pelo renomado Musicians Institute da California (EUA) em 1992. Já teve milhares de alunos ao longo de mais de 25 anos ensinando música, e em 2008 fundou sua própria escola, a Música Moderna, hoje uma das mais importantes do RJ. É um dos músicos mais conceituados do Brasil, com uma carreira de sucesso que inclui 5 CDs e 3 DVDs lançados, inúmeras colaborações em revistas especializadas (incluindo matérias e fotos de capa), já acompanhou artistas por todo o país e tem apoio de grandes marcas de equipamentos como Tagima, NIG, Santo Angelo, Albion e Sergio Rosar. É autor de diversos cursos online, tanto de guitarra quanto de teoria musical.

>

Receba material didático de Alex gratuitamente!