BENDINGS e VIBRATOS na Guitarra – A Aula Definitiva

By Alex Martinho | Aulas de Guitarra

maio 04

Nessa aula vou falar sobre duas técnicas fundamentais que todo guitarrista deve dominar, que são o VIBRATO e o BENDING.

O vibrato, assim como o bending, são técnicas de INTERPRETAÇÃO que valorizam imensamente a sonoridade das notas.

Você consegue um resultado musical com muito mais emoção, muito mais feeling no que está tocando desde que aplique corretamente as técnicas de bend e vibrato.

O Vibrato

Vou começar explicando o vibrato. É fundamental você assistir no vídeo acima toda a minha demonstração prática de uma nota sem e a mesma nota com vibrato, pois só em palavras eu não tenho como te mostrar exatamente como funciona.

Eu toco no vídeo a melodia de minha música “A Lenda”, primeiro sem e depois com vibrato – a melodia é exatamente a mesma, mas sem vibratos o resultado é “morto”, mecânico, sem alma ou coração algum.

Sobre a técnica para executar o vibrato, eu utilizo (como demonstrado no vídeo) o movimento do PULSO girando para cima e para baixo, alternadamente, e com isso subo um pouquinho a afinação da nota (como se fosse um “mini bending”) e volto na afinação.

Essa alternância, essas idas e vindas subindo e descendo é que dão a sonoridade do vibrato.

  • Demonstração de vibrato na partitura e tablatura:

Vibrato na partitura e tablatura

Observações importantes:

– As subidas e descidas devem atingir sempre uma altura homogênea, uma constância de intensidade para você conseguir um melhor resultado sonoro com o vibrato. Essa altura (intensidade) pode ser bem baixa e sutil ou mais alta (as vezes chegando próximo de meio tom) e “agressiva”, depende unicamente do gosto pessoal do guitarrista.

– Além da intensidade, um outro fator fundamental dentro da técnica do vibrato é a velocidade, que pode ser bem lenta e suave até muito rápida e agressiva. Mais uma vez, fica ao total gosto do interprete, e um melhor resultado é o que esteja mais dentro do contexto geral da música e do solo.

– Sobre os dedos que prefiro utilizar, sempre que possível uso o dedo 3 com o apoio extra do dedo 2, e o dedo 1 me ajuda a “abafar” as cordas soltas para evitar ruídos desagradáveis. Assista ao vídeo onde mostro em detalhes o posicionamento das mãos e dos dedos!

O Bending

“Bending” é a técnica pela qual saímos de uma nota qualquer no braço da guitarra e alcançamos outra nota mais adiante com o movimento de puxar a corda (comumente para cima, mas também pode ser para baixo).

Há diferentes alturas de bending, sendo as mais comuns de meio tom, de um tom e de um tom e meio.

  • Demonstração dos bendings mais comuns na partitura e tablatura:

(PS: “full” acima é o bend de um tom)

Use sempre que possível o dedo 3 para os bendings, com o apoio do dedo 2 e o abafamento do dedo 1, exatamente da mesma forma que na técnica de vibrato.

Também assim como na técnica de vibrato eu utilizo o giro do PULSO para subir a corda – não deixe de conferir minha demonstração em detalhes no vídeo da aula.

Você pode então juntar as duas técnicas, ou seja fazer um BENDING COM VIBRATO, como no exemplo abaixo:

Bending com Vibrato na partitura e tablatura

  • Exercícios para treinar o bending

No vídeo eu demonstro os dois exercícios abaixo, observe e pratique com atenção:

Nas cordas Sol e Si:

Nas cordas Si e Mi:

Exercicio com Bending

Bons estudos e até a próxima!

Se você curtiu o conteúdo dessa aula não deixe de conhecer meu curso online completo GUITARRA SOLO MELÓDICA, clicando AQUI. Venha ser meu aluno hoje mesmo!

Sobre o autor

Alex se formou com “honors” (méritos) pelo renomado Musicians Institute da California (EUA) em 1992. Já teve milhares de alunos ao longo de mais de 25 anos ensinando música, e em 2008 fundou sua própria escola, a Música Moderna, hoje uma das mais importantes do RJ. É um dos músicos mais conceituados do Brasil, com uma carreira de sucesso que inclui 5 CDs e 3 DVDs lançados, inúmeras colaborações em revistas especializadas (incluindo matérias e fotos de capa), já acompanhou artistas por todo o país e tem apoio de grandes marcas de equipamentos como Tagima, NIG, Santo Angelo, Albion e Sergio Rosar. É autor de diversos cursos online, tanto de guitarra quanto de teoria musical.

>

Receba material didático de Alex gratuitamente!