Como escolher sua primeira guitarra

By Alex Martinho | Assuntos Diversos

mar 29


Comprar a primeira guitarra traz bastante dúvidas… Qual marca e modelo? Comprar a mais barata ou investir um pouco mais? Nova ou usada? Nesse artigo eu trago minha opinião sobre o assunto, baseada em mais de 3 décadas de experiência como músico e professor.

Comprar a mais barata ou investir um pouco mais?

A maioria das pessoas na hora de comprar a primeira guitarra pensa em adquirir o instrumento mais barato possível. A lógica (que faz sentido) é a de que é arriscado se gastar um dinheiro a mais para uma coisa que não se sabe ainda se vai durar ou não.

Guitarras na loja

No entanto, o que eu observei em inúmeros casos foi uma contrapartida cruel…

A pessoa comprou uma guitarra muito barata, e esse instrumento era ruim tanto de som quanto principalmente em termos de tocabilidade. E esse fato do instrumento ser duro, muito mais difícil de tocar do que um instrumento de melhor qualidade acabou dificultando muito mais os primeiros passos do aluno, levando alguns a abandonar o aprendizado em pouquíssimo tempo.

Ou seja, é uma faca de dois gumes!

Você compra uma guitarra barata, pois se não conseguir aprender não terá gasto tanto dinheiro com isso, mas por outro lado se essa guitarra barata for ruim vai te dificultar muito mais do que o normal para uma coisa que já é difícil – os primeiros passos no aprendizado do instrumento.

Logo minha dica é: não precisa comprar a guitarra mais cara do mercado, mas muito cuidado ao comprar uma guitarra barata demais! Estatisticamente é mais fácil essa guitarra barata ser um instrumento ruim e muito mais difícil de tocar do que uma guitarra mais cara.

Tenha a ajuda de alguém experiente (ou professor) desde o primeiro momento

Você está começando do zero, não tem noção de nada ainda, não entre na primeira loja e saia comprando uma guitarra apenas pelo visual ou pelo preço!

Pessoa demonstrando guitarras

Conforme eu já detalhei aqui nesse outro artigo, recomendo fortemente que você procure um professor desde o primeiríssimo momento! E esse professor seria a pessoa mais indicada para te orientar quanto ao instrumento ideal, baseado no valor que você pode gastar, no estilo que quer desenvolver e nas opções disponíveis.

Se você não conseguir esse professor com facilidade, procure um músico mais experiente – talvez algum amigo possa te apresentar ou indicar um, ou mesmo pela internet você pode tentar um contato.

Como terceira opção, se houver uma boa loja de instrumentos musicais em sua cidade em muitas delas os vendedores também são músicos e teriam experiencia e (espera-se) honestidade para te indicar o instrumento ideal para o seu perfil, dentro do melhor custo-benefício.

Guitarra nova ou usada?

Diferentemente do mercado de automóveis ou de eletrônicos, uma guitarra não perde tanto valor ao longo do tempo – muito pelo contrário, instrumentos mais antigos por vezes são avaliados em muitas vezes o preço de um novo!

Testando uma guitarra na loja

Assim sendo, ao você comprar uma guitarra nova na loja não terá tanta depreciação de valor se resolver vendê-la posteriormente. Há sim uma depreciação imediata, na faixa de entre 20% e 30%, mas ao longo dos anos esse valor não cairá mais, irá se atualizando automaticamente dentro do mercado.

Exemplificando, uma guitarra com 5 anos de uso normalmente vale no mercado o mesmo do que uma guitarra com 10 anos de uso. Isso é totalmente diferente, mais uma vez, do mercado de automóveis ou eletrônicos, onde de um ano para o outro há uma depreciação constante.

O que mais importa na hora de comprar (ou vender) uma guitarra usada é o estado de conservação do instrumento – isso sim vai determinar o valor justo por ele.

Na hora de você comprar a sua primeira guitarra pode ser uma excelente opção adquirir um instrumento usado, mas nesse caso eu redobro o aviso de ter obrigatoriamente a ajuda de alguém mais experiente por perto!

Um usado pode ser bem mais barato, mas pode ter problemas “escondidos” das pessoas menos experientes, como peças desgastadas ou não originais, madeira empenada, e até mesmo instrumentos falsificados completamente, onde você paga por uma marca e compra um instrumento pirata, de origem incerta. Muito cuidado com a procedência do instrumento!

Que marca e modelo comprar?

Hoje em dia há uma infinidade de marcas de muita qualidade no mercado! Há as marcas mais antigas e tradicionais, como Gibson e Fender, há outras com tradição também de muitos anos como Ibanez e Jackson, e há excelentes instrumentos fabricados aqui mesmo no Brasil – onde a marca Tagima se destaca com louvor pela excelente qualidade e custo-benefício de seus instrumentos.

Marcas de guitarras

Muito mais que a marca, você deve se ligar no modelo! Todas as marcas sem exceção trazem modelos de entrada, mais baratos, e toda uma oferta de instrumentos chegando até os mais caros e top de linha.

Mais uma vez, nessa hora de decisão é fundamental contar com alguém mais experiente te auxiliando! De preferência testando o instrumento antes da compra.

Principalmente nos instrumentos mais baratos, dois instrumentos da mesma marca e modelo podem ser muito diferentes um do outro! Isso se explica pelo controle de qualidade não ser tão rigoroso. Por exemplo, eu já entrei em lojas e testei 5 instrumentos que esteticamente eram idênticos, mas havia grande diferença de som e tocabilidade entre eles, alguns muito melhores que outros! Só alguém com experiência para conseguir avaliar, para um iniciante as diferenças não são tão perceptíveis.

Conclusão

Espero ter te ajudado com esse artigo! Qualquer dúvida ou sugestão pode me mandar nos comentários abaixo que vou respondendo assim que possível.

Uma ótima compra para você e que tenha uma vida muito longa e próspera com sua guitarra!

Sobre o autor

Alex se formou com “honors” (méritos) pelo renomado Musicians Institute da California (EUA) em 1992. Já teve milhares de alunos ao longo de mais de 25 anos ensinando música, e em 2008 fundou sua própria escola, a Música Moderna, hoje uma das mais importantes do RJ. É um dos músicos mais conceituados do Brasil, com uma carreira de sucesso que inclui 5 CDs e 3 DVDs lançados, inúmeras colaborações em revistas especializadas (incluindo matérias e fotos de capa), já acompanhou artistas por todo o país e tem apoio de grandes marcas de equipamentos como Tagima, NIG, Santo Angelo, Albion e Sergio Rosar. É autor de "Teoria e Harmonia em 11 Aulas", um curso online completo para alunos de todos os instrumentos do nível iniciante ao intermediário.

Receba material didático de Alex gratuitamente!